WLSA WLSA WLSA WLSA WLSA WLSA WLSA

As fotos no cabeçalho são
da autoria do CDFF 

Eventos

Marcha pela liberdade de expressão:

Liberdade de Expressão

Marcha por Gilles Cistac:

Marcha Gilles Sistac

Marcha pela igualdade

Marcha2014_left

Contra violação dos direitos humanos no Código Penal

Diganao2

Concurso de fotografia

Vencedores da 2ª edição

Concurso2_Fotografia3

Marcha pela paz

manifesto_sq

Desfile do 1º de Maio

1maio07_peq

DSR_small
Prémio da Rede de Defesa dos Direitos Sexuais e Reprodutivos 2012

Anúncio dos vencedores

Marcha de Solidariedade

Marcha02_small

Fotos da Marcha de Solidariedade dos Povos da SADC (2012)

Multimedia

Não é fácil ser mulher ...

naoehfacil_peq

... em Moçambique

Aborto. Pense nisso...

Aborto_small

(Material usado em acções de formação da WLSA)

Perigo de morte!

perigo_de_morte3

O aborto ilegal em Moçambique

Quem vai querer dar a luz aqui?

Fatima

O estado em que se encontram alguns dos postos de saúde em Cabo Delgado

"Alzira"

Alzira_small

Filme produzido pela WLSA Moçambique sobre sobre uma jovem que, até há pouco tempo, vivia com fístula obstétrica.

"Omitidas"

Brochura elaborada pela WLSA Moçambique sobre o problema da fístula obstétrica - um drama que atinge cerca de 100.000 mulheres em Moçambique.

Omitidas

Clique aqui para descarregar a brochura (em PDF)

Leia mais sobre fístula obstétrica

Contra a violência de género

Jogos05_small

A sociedade civil manifestou-se na inauguração dos X Jogos Africanos

Vovós acusadas de feiticeiras:

Nely_peq

Textos publicados

Lista completa: 101 artigos.

Os ritos de iniciação: identidades femininas e masculinas e estruturas de poder

45 Ano 2015 (PDF)
Tema:
Autor: Osório, Conceição

Este texto foi apresentado num encontro que teve lugar em Maputo, em 2015, com parceiros da CAFOD (agência oficial de ajuda da Igreja Católica na Inglaterra e País de Gales).

A autora discute os ritos de iniciação como instituições culturais que organizam os lugares e os papéis e as funções sociais que cada um e cada uma devem ocupar na sociedade. Como tal, os ritos de iniciação têm uma primeira função que é de formar identidades, de nos dizer o que está certo e errado no nosso comportamento. Defende que, no contexto actual, eles são configuradores de identidades sexuais submissas e esse poder aparente da mulher conferido pelo conhecimento do seu sexo e do outro na realidade é uma manifestação de brutal submissão.

O artigo foi elaborado com base numa pesquisa sobre os ritos de iniciação, desenvolvida pela WLSA Moçambique entre 2012 e 2013.

Revisitando Nossas Violências Constituintes. A escuta de mulheres vivendo violência de género na relação conjugal

43-44 Ano 2013 (PDF)
Tema:
Autor: Paim, Katia Regina e Telma de Barros Esmael

O trabalho relata algumas reflexões suscitadas pelo atendimento psicológico, de ênfase psicanalítica, que o Gabinete de Atendimento Psicológico da Universidade Politécnica tem desenvolvido junto às mulheres que vivem em situação de violência de género conjugal e que vêm buscar atendimento jurídico e psicológico na organização Mulheres, Lei e Desenvolvimento (MULEIDE).

Texto apresentado num encontro que teve lugar em Maputo, de 26 a 27 de Novembro de 2013, com o tema “Violência de género, cultura e direitos humanos”, organizado pela WLSA Moçambique, em conjunto com outros parceiros da sociedade civil e do governo.

“Eu não perco tempo com blá, blá, blás…, ajo!”: violência como elemento estruturante da masculinidade hegemónica em sociedades africanas

43-44 Ano 2013 (PDF)
Tema:
Autor: Macia, Manuel

O autor analisa imagens do quotidiano, que são também imagens de violência, onde as masculinidades ocupam um espaço central, e debate algumas forças ideológicas que sustentam o modelo de masculinidade que tem na violência (de género) um dos elementos da sua fenomenologia.

Texto apresentado num encontro que teve lugar em Maputo, de 26 a 27 de Novembro de 2013, com o tema “Violência de género, cultura e direitos humanos”, organizado pela WLSA Moçambique, em conjunto com outros parceiros da sociedade civil e do governo.

Os princípios da igualdade e da não discriminação no Anteprojecto do Código Penal

43-44 Ano 2013 (PDF)
Tema:
Autor: Arthur, Maria José

O artigo reflecte sobre o Anteprojecto do Código Penal, analisando as desigualdades e situações discriminatórias que se mantêm, e como isso afecta os direitos das mulheres, crianças e minorias sexuais.

Texto apresentado num encontro que teve lugar em Maputo, de 26 a 27 de Novembro de 2013, com o tema “Violência de género, cultura e direitos humanos”, organizado pela WLSA Moçambique, em conjunto com outros parceiros da sociedade civil e do governo.

Identidades de género e identidades sexuais no contexto dos ritos de iniciação no Centro e Norte de Moçambique

43-44 Ano 2013 (PDF)
Tema:
Autor: Osório, Conceição

A autora procura identificar como os rituais de iniciação para a vida adulta influenciam a construção de identidades de género e identidades sexuais, num movimento que ao mesmo tempo que procura conservar a ordem social dominante, os torna sujeitos a sucessivos reajustamentos e rupturas. Para a análise, utilizam-se os resultados de uma pesquisa sobre os ritos de iniciação ou ritos de passagem, realizada nas zonas centro e norte de Moçambique, que decorreu entre 2011 e 2013.

Texto apresentado num encontro que teve lugar em Maputo, de 26 a 27 de Novembro de 2013, com o tema “Violência de género, cultura e direitos humanos”. Este evento foi uma iniciativa da WLSA Moçambique em conjunto com outros parceiros da sociedade civil e do governo.

A natureza pública do crime de violência doméstica e a salvaguarda da família

43-44 Ano 2013 (PDF)
Tema:
Autor: Chambal, Hermenegildo Pedro

Este artigo debate a inserção da regra da “salvaguarda da família” na aplicação da Lei da Violência Doméstica, para analisar em que medida a cláusula da “salvaguarda da família” comprimiu a “natureza pública” do crime de violência doméstica, as implicações decorrentes e o seu sentido e alcance.

O texto foi apresentado num encontro que teve lugar em Maputo, de 26 a 27 de Novembro de 2013, com o tema “Violência de género, cultura e direitos humanos”, organizado pela WLSA Moçambique, em conjunto com outros parceiros da sociedade civil e do governo.

A formação como desafio para a melhoria do atendimento às vítimas de violência de género

43-44 Ano 2013 (PDF)
Tema:
Autor: Loforte, Ana Maria

A autora do artigo procura problematizar a formação dos agentes que intervêm na gestão das denúncias de violência doméstica, discutindo os desafios da conceptualização, as estratégias metodológicas adoptadas, as experiências adquiridas e o seu impacto.

O texto foi apresentado num encontro que teve lugar em Maputo, de 26 a 27 de Novembro de 2013, com o tema “Violência de género, cultura e direitos humanos”, organizado pela WLSA Moçambique, em conjunto com outros parceiros da sociedade civil e do governo.

Masculinidades e construção social da violência

43-44 Ano 2013 (PDF)
Tema:
Autor: Passador, Luiz Henrique Passador

Este artigo discute as masculinidades como performatividades que os sujeitos constroem a partir de matrizes socioculturais historicamente constituídas. Comumente pensados numa relação de oposição complementar ao feminino – sendo tal oposição potencialmente geradora de tensões e conflitos entre os sujeitos masculinos e femininos – os sujeitos masculinos podem lançar mão da violência como dispositivo legítimo para se constituírem como tais quando a violência é reconhecida como atributo diferencial da masculinidade e da sua performatividade. O autor argumenta que é possível falar numa construção social das masculinidades e da violência como atributo masculino legitimado nas relações entre os géneros, a partir da observação em contextos tradicionalmente organizados em torno do poder masculino, como é o caso do Sul de Moçambique.

O texto foi apresentado num encontro que teve lugar em Maputo, de 26 a 27 de Novembro de 2013, com o tema “Violência de género, cultura e direitos humanos”, organizado pela WLSA Moçambique, em conjunto com outros parceiros da sociedade civil e do governo.

Pág. 1 de 1312345...Fim »
Mulher e Lei na África Austral - Moçambique