WLSA WLSA WLSA WLSA WLSA WLSA WLSA

As fotos no cabeçalho são
da autoria do CDFF 

Eventos

V Conferência Nacional da Rapariga:

Marcha pela liberdade de expressão:

Liberdade de Expressão

Marcha por Gilles Cistac:

Marcha Gilles Sistac

Marcha pela igualdade

Marcha2014_left

Contra violação dos direitos humanos no Código Penal

Diganao2

Concurso de fotografia

Vencedores da 2ª edição

Concurso2_Fotografia3

Marcha pela paz

manifesto_sq

Desfile do 1º de Maio

1maio07_peq

DSR_small
Prémio da Rede de Defesa dos Direitos Sexuais e Reprodutivos 2012

Anúncio dos vencedores

Marcha de Solidariedade

Marcha02_small

Fotos da Marcha de Solidariedade dos Povos da SADC (2012)

Multimedia

Não é fácil ser mulher ...

naoehfacil_peq

... em Moçambique

Aborto. Pense nisso...

Aborto_small

(Material usado em acções de formação da WLSA)

Perigo de morte!

perigo_de_morte3

O aborto ilegal em Moçambique

Quem vai querer dar a luz aqui?

Fatima

O estado em que se encontram alguns dos postos de saúde em Cabo Delgado

"Alzira"

Alzira_small

Filme produzido pela WLSA Moçambique sobre sobre uma jovem que, até há pouco tempo, vivia com fístula obstétrica.

"Omitidas"

Brochura elaborada pela WLSA Moçambique sobre o problema da fístula obstétrica - um drama que atinge cerca de 100.000 mulheres em Moçambique.

Omitidas

Clique aqui para descarregar a brochura (em PDF)

Leia mais sobre fístula obstétrica

Contra a violência de género

Jogos05_small

A sociedade civil manifestou-se na inauguração dos X Jogos Africanos

Vovós acusadas de feiticeiras:

Nely_peq

Revista de Imprensa

Jornal O País online

Foram encontrados 396 resultados com esta fonte.

Advogados sem Fronteiras divulgam relatório sobre trauma de mulheres sobreviventes

13/02/2019 -

Já passam mais de duas décadas e meia que as armas da guerra civil dos 16 anos se calaram, mas há sequelas deixadas na vida de algumas mulheres sobreviventes que nem o tempo consegue apagar. A memória destes acontecimentos relatados por mais de 200 mulheres vítimas é pela primeira vez trazida no relatório divulgado esta terça-feira pelos Advogados sem Fronteiras, em parceria com o Centro de Estudos Estratégicos Internacionais e MULEIDE.

Funcionário das finanças condenado a 30 anos por violação sexual em Nampula

23/01/2019 -

O tribunal judicial da província de Nampula condenou à pena de trinta anos de prisão maior ao funcionário da direcção provincial de economia e finanças, sector de contabilidade pública pelo cometimento do crime de violação sexual a uma menor de onze anos. O réu que chegou a engravidar a menor, foi ainda condenado a indeminizar a vítima com a importância de quinhentos mil meticais.

Revista de Imprensa

Pesquisa

Fontes

Mulher e Lei na África Austral - Moçambique