WLSA WLSA WLSA WLSA WLSA WLSA WLSA

As fotos no cabeçalho são
da autoria do CDFF 

Eventos

V Conferência Nacional da Rapariga:

Marcha pela liberdade de expressão:

Liberdade de Expressão

Marcha por Gilles Cistac:

Marcha Gilles Sistac

Marcha pela igualdade

Marcha2014_left

Contra violação dos direitos humanos no Código Penal

Diganao2

Concurso de fotografia

Vencedores da 2ª edição

Concurso2_Fotografia3

Marcha pela paz

manifesto_sq

Desfile do 1º de Maio

1maio07_peq

DSR_small
Prémio da Rede de Defesa dos Direitos Sexuais e Reprodutivos 2012

Anúncio dos vencedores

Marcha de Solidariedade

Marcha02_small

Fotos da Marcha de Solidariedade dos Povos da SADC (2012)

Multimedia

Não é fácil ser mulher ...

naoehfacil_peq

... em Moçambique

Aborto. Pense nisso...

Aborto_small

(Material usado em acções de formação da WLSA)

Perigo de morte!

perigo_de_morte3

O aborto ilegal em Moçambique

Quem vai querer dar a luz aqui?

Fatima

O estado em que se encontram alguns dos postos de saúde em Cabo Delgado

"Alzira"

Alzira_small

Filme produzido pela WLSA Moçambique sobre sobre uma jovem que, até há pouco tempo, vivia com fístula obstétrica.

"Omitidas"

Brochura elaborada pela WLSA Moçambique sobre o problema da fístula obstétrica - um drama que atinge cerca de 100.000 mulheres em Moçambique.

Omitidas

Clique aqui para descarregar a brochura (em PDF)

Leia mais sobre fístula obstétrica

Contra a violência de género

Jogos05_small

A sociedade civil manifestou-se na inauguração dos X Jogos Africanos

Vovós acusadas de feiticeiras:

Nely_peq

Revista de Imprensa

Lista completa: 2252 recortes.

WLSA Moçambique: Violação sexual – Mulheres violadas desconhecem os seus direitos

29/08/2013 -

As vítimas de violação sexual são também vítimas de mau atendimento nos hospitais. Às vezes, os profissionais de saúde desconhecem o tratamento obrigatório que deve ser prestado, a Profilaxia Pós-Exposição Sexual (PPE). Omitir este tratamento pode resultar em infecção por VIH e outras doenças de transmissão sexual, ou numa gravidez indesejada, produto da violação. Com seis anos, Rosinha foi sexualmente violada pelo dono da casa onde a mãe arrendava uma dependência, no bairro das Mahotas. Foi atendida primeiro no Centro de Saúde da Polana e depois no Hospital Geral de Mavalane. Além de ter aguardado, em sangramento, das 09 às 19h:00, no banco de espera do hospital, não foi encaminhada para o Serviço de Urgência de Ginecologia, e não lhe foi dada a Profilaxia. Como consequência, contraiu o VIH.

Gaza, Curtas – Violência contra a mulher tema de debate

26/08/2013 -

Autor: Virgílio Bambo

A Associação Moçambicana de Mulheres Empresárias e Executivas de Gaza (ACTIVA), em parceria com a organização não-governamental Pathfinder, promove esta semana um seminário sobre a violência contra a mulher, um evento que terá lugar na cidade de Xai-Xai, tendo como grupo alvo funcionários do sector público. Temas como o assédio sexual no trabalho, o atendimento das vítimas de violência, e o funcionamento dos gabinetes para a assistência desta camada irão constituir a tónica principal do evento, do qual se esperam resultados que possam ajudar a sociedade a reflectir sobre a necessidade de se colocar cobro aos maus tratos à mulher.

Zambézia – Raparigas instadas a denunciar assédio sexual

23/08/2013 -

Autor: Jocas Achar

As raparigas devem denunciar todo e qualquer acto de assédio sexual nas escolas de forma a desencorajar e punir tais práticas apontadas como estando a contribuir sobremaneira para a sua desistência do sistema de ensino. Destacando a necessidade de não tolerarem o assédio sexual nas escolas, protagonizado pelos professores e outros funcionários do sector, disse haver canais preferenciais para denúncias, nomeadamente as direcções dos estabelecimentos de ensino e as autoridades policiais.

Nas escolas de Ribáué: Aumenta número de gravidez precoce

23/08/2013 -

As escolas, sobretudo do nível secundário, no distrito de Ribáuè, na província de Nampula, estão a registar um elevado número de alunas grávidas, uma situação que preocupa, sobremaneira, as autoridades da Educação. Autoridades administrativas dizem estar bastante preocupadas com o aumento de gravidezes precoces, tanto é que elas acontecem num momento em que se está a desenvolver actividades de sensibilização não só nas escolas, como também nas comunidades, aos pais e encarregados de educação, sobre a necessidade da educação da rapariga.

A vida por um fio

22/08/2013 -

O aborto inseguro, para além de ser uma das principais causas de morte materna em Moçambique, grande número de expulsões espontâneas ou voluntárias de um feto ou embrião, antes do tempo e sem condições de vitalidade, são feitas clandestinamente. Na província de Nampula, a @Verdade contactou duas adolescentes cujas vidas estiveram por um fio porque procuraram resolver o problema da gravidez indesejada através de vias não recomendáveis, pondo em risco a sua saúde por razões sociais, económicas, familiares, dentre outras.

Mulher na Comunicação Social – Um profissionalismo embuçado pelo machismo

16/08/2013 -

Autor: Evelina Muchanga

Olhar a mulher como profissional e não o seu lado feminino para atribuir tarefas é um dos aspectos que pode ajudar a atrair mais mulheres para as redacções. Estudos feitos pela Gender Links, em 2009, apontam que as mulheres constituem cerca de 27 por cento dos trabalhadores da Comunicação Social, o que coloca o nosso país numa posição baixa em relação à proporção da média regional de 41 por cento de jornalistas – mulheres. Para os nossos entrevistados, vários são os factores que contribuem para que o número de mulheres seja reduzido em relação ao dos homens nas redacções. Apontam a prevalência da mentalidade machista, assédio sexual, discriminação nas tarefas a desempenhar, sobretudo de maior responsabilidade, e a falta de educação sobre género desde o nível primário até à universidade.

Revista de Imprensa

Pesquisa

Fontes

Mulher e Lei na África Austral - Moçambique