WLSA WLSA WLSA WLSA WLSA WLSA WLSA

As fotos no cabeçalho são
da autoria do CDFF 

Eventos

V Conferência Nacional da Rapariga:

Marcha pela liberdade de expressão:

Liberdade de Expressão

Marcha por Gilles Cistac:

Marcha Gilles Sistac

Marcha pela igualdade

Marcha2014_left

Contra violação dos direitos humanos no Código Penal

Diganao2

Concurso de fotografia

Vencedores da 2ª edição

Concurso2_Fotografia3

Marcha pela paz

manifesto_sq

Desfile do 1º de Maio

1maio07_peq

DSR_small
Prémio da Rede de Defesa dos Direitos Sexuais e Reprodutivos 2012

Anúncio dos vencedores

Marcha de Solidariedade

Marcha02_small

Fotos da Marcha de Solidariedade dos Povos da SADC (2012)

Multimedia

Não é fácil ser mulher ...

naoehfacil_peq

... em Moçambique

Aborto. Pense nisso...

Aborto_small

(Material usado em acções de formação da WLSA)

Perigo de morte!

perigo_de_morte3

O aborto ilegal em Moçambique

Quem vai querer dar a luz aqui?

Fatima

O estado em que se encontram alguns dos postos de saúde em Cabo Delgado

"Alzira"

Alzira_small

Filme produzido pela WLSA Moçambique sobre sobre uma jovem que, até há pouco tempo, vivia com fístula obstétrica.

"Omitidas"

Brochura elaborada pela WLSA Moçambique sobre o problema da fístula obstétrica - um drama que atinge cerca de 100.000 mulheres em Moçambique.

Omitidas

Clique aqui para descarregar a brochura (em PDF)

Leia mais sobre fístula obstétrica

Contra a violência de género

Jogos05_small

A sociedade civil manifestou-se na inauguração dos X Jogos Africanos

Vovós acusadas de feiticeiras:

Nely_peq

Revista de Imprensa

Lista completa: 2273 recortes.

Raparigas moçambicanas submetidas a chamados trabalhos clandestinos e invisíveis

18/09/2013 -

Raparigas moçambicanas com idades compreendidas entre os cinco e onze anos estão a ser submetidas a trabalhos infantis denominados clandestinos e invisíveis dentro e fora de Moçambique, segundo o Ministério do Trabalho. Este departamento governamental não indica o número de menores envolvidos, nem as regiões onde a prática criminosa ocorre e o que está a ser feito no sentido de desencorajar o crime. Refere a seguir que, no geral, pelo menos uma em cada cinco crianças com aquelas idades está envolvida no trabalho infantil em Moçambique, situação que obriga o Governo a aprovar o Plano Nacional de Acção Contra o Trabalho Infantil, lançado esta terça-feira em Maputo.

Gaza – Violência Doméstica: Faltam meios para atendimento às vítimas

16/09/2013 -

Autor: Virgílio Bambo

O departamento de Atendimento à Mulher e Criança Vítimas de Violência Doméstica, no Comando da Polícia da República de Moçambique (PRM), em Gaza, está a braços com a falta de meios circulantes para o exercício cabal das suas actividades. Esta situação tem-se mostrado bastante confrangedora, particularmente quando a instituição é chamada a acudir a crianças abandonadas sendo que, segundo o Inspector da corporação, Anastácio Machava, responsável por aquele sector na província, vezes sem conta, os seus funcionários têm usando meios próprios para alimentar e acomodar as vítimas em caso de necessidade de pernoita.

Detido violador de menor de 12 anos

13/09/2013 -

Dois homens estão a ver o sol aos quadradinhos na 6ª Esquadra da Polícia, no bairro do Infulene, indiciados de violação sexual de uma menor de 12 anos de idade, num acto ocorrido no bairro Patrice Lumumba, município da Matola. Trata-se de pessoas identificadas por Filipe Maswanganhe e Pedro Bando, de 51 e 36 anos de idade, respectivamente, residentes no bairro Patrice Lumumba. A nossa Reportagem soube que os indivíduos ora detidos pelas autoridades policiais terão aliciado a menor, prometendo dinheiro em montante não especificado.

Âmbito académico, social e físico: Secundária da Moamba rumo à “amiga” do género

13/09/2013 -

Autor: Evelina Muchanga

Se a igualdade de género na educação se medisse apenas pelo número de raparigas e rapazes que ingressam na escola, a escola Secundária da Moamba seria uma das campeãs: tem igual número de meninas e meninos, havendo em algumas classes mais alunas. Apesar desse ganho, há muito por se fazer para garantir a equidade de género, pois ainda há alunos que abandonam as aulas devido ao casamento e gravidez precoces, falta de motivação, ambiente escolar não favorável para atender a situações particulares das raparigas.

Participação da mulher na alfabetização supera expectativas do governo

11/09/2013 -

O governo está encorajado com a massiva participação das mulheres no processo de alfabetização e educação de adultos, segundo referiu, segunda-feira, em Nampula, o vice-ministro da Educação, Francisco Itai Meque, em declarações à imprensa. Segundo o governante, a adesão das mulheres aos vários centros de alfabetização e educação de adultos espalhados pelo território nacional superou as expectativas do governo moçambicano.

Cabo Delgado – Gravidez leva à desistência de muitas alunas na EIC de Pemba

07/09/2013 -

Autor: Zé Campos

Dezassete alunas do curso diurno da Escola Industrial e Comercial de Pemba desistiram das aulas durante o primeiro semestre do presente ano lectivo, por causa de gravidez precoce e indesejável. Para reverter o cenário, o director da Escola Industrial e Comercial de Pemba disse que a direcção do seu estabelecimento de ensino está a promover palestras de sensibilização às alunas para evitarem gravidezes precoces. “Temos uma professora nova em termos de idade e que fez o Ensino Superior e não tem filhos ainda. Confiamos-lhe a tarefa de dizer às alunas para se absterem de fazer relações sexuais desprotegidas. Devem usar camisinha para evitarem também doenças venéreas, incluindo o HIV/SIDA”.

Menor de seis anos violada

06/09/2013 - - PDF

Com seis anos, Rosinha foi sexualmente violada e contaminada HIV pelo dono da casa onde a mãe arrenda uma dependência, no bairro das Mahotas, em Maputo.

Revista de Imprensa

Pesquisa

Fontes

Mulher e Lei na África Austral - Moçambique