WLSA WLSA WLSA WLSA WLSA WLSA WLSA

As fotos no cabeçalho são
da autoria do CDFF 

Eventos

Mês da mulher 2020:

Debate, workshop, feira, música, desporto, cinema, exposição, poesia, teatro, dança e muito mais

Programa do Mês da Mulher 2020

Campeonato de futebol:

“Unidos Contra a Violência Sexual”

Vamos falar de aborto!

(mesa redonda)

Mulheres Jovens sob Ataque (debate)

V Conferência Nacional da Rapariga

Marcha pela liberdade de expressão

Liberdade de Expressão

Marcha por Gilles Cistac

Marcha Gilles Sistac

Marcha pela igualdade

Marcha2014_left

Contra violação dos direitos humanos no Código Penal

Diganao2

Concurso de fotografia

Vencedores da 2ª edição

Concurso2_Fotografia3

Marcha pela paz

manifesto_sq

Desfile do 1º de Maio

1maio07_peq

DSR_small
Prémio da Rede de Defesa dos Direitos Sexuais e Reprodutivos 2012

Anúncio dos vencedores

Marcha de Solidariedade

Marcha02_small

Fotos da Marcha de Solidariedade dos Povos da SADC (2012)

Multimedia

Não é fácil ser mulher ...

naoehfacil_peq

... em Moçambique

Aborto. Pense nisso...

Aborto_small

(Material usado em acções de formação da WLSA)

Perigo de morte!

perigo_de_morte3

O aborto ilegal em Moçambique

Quem vai querer dar a luz aqui?

Fatima

O estado em que se encontram alguns dos postos de saúde em Cabo Delgado

"Alzira"

Alzira_small

Filme produzido pela WLSA Moçambique sobre sobre uma jovem que, até há pouco tempo, vivia com fístula obstétrica.

"Omitidas"

Brochura elaborada pela WLSA Moçambique sobre o problema da fístula obstétrica - um drama que atinge cerca de 100.000 mulheres em Moçambique.

Omitidas

Clique aqui para descarregar a brochura (em PDF)

Leia mais sobre fístula obstétrica

Contra a violência de género

Jogos05_small

A sociedade civil manifestou-se na inauguração dos X Jogos Africanos

 

Revista de Imprensa

Lista completa: 2779 recortes.

Cidadão mata e decepa cabeça de um ser humano em Manica

21/01/2016 - - PDF

Num acto que sem dúvidas se equipara ao desequilibro mental e reclama a intervenção de um psicólogo, um jovem de 32 anos de idade, que responde pelo nome de Marcelino António Naite, encontra-se detido na 2ª esquadra da Polícia da República de Moçambique (PRM) em Chimoio, na província de Manica, acusado de decepar a cabeça de um cidadão cuja identidade não foi revelada, depois de asfixiá-lo, na madrugada de sábado (16) passado, no mercado Francisco Manyanga.

Mulher agride e fere marido em Nampula

20/01/2016 - - PDF

Um cidadão identificado pelo nome de Wilson Finiasse, de 52 nos de idade, ficou com lesões graves na cabeça e no rosto em consequência de uma agressão física perpetrada pela sua mulher, supostamente por motivos passionais, num bairro suburbano da cidade de Nampula.

Lágrimas duma infância interrompida…

20/01/2016 - - PDF

Autor: Massingue, Raúl

Uma infância comprome­tida, um futuro incerto e uma mensagem à so­ciedade. Uma menor de 12 anos foi abusada por várias vezes du­rante um ano por um vizinho de 33 anos, no bairro Chamanculo, periferia da cidade de Maputo.

DIREITOS HUMANOS: Moçambique cumpriu recomendações da ONU

20/01/2016 - - PDF

O GOVERNO garantiu que já cumpriu cerca de 90 por cento das recomendações das Nações Unidas sobre os direitos humanos, na abertura ontem da sessão do Conselho dos Direitos Humanos, que começou a avaliar o país, em Genebra, na Suíça.

“O Governo conseguiu implementar cerca de 90 por cento das recomendações. Os restantes estão ainda a ser implementadas”, disse o ministro da Justiça, Assuntos Constitucionais e Religiosos, Abdurremane Lino de Almeida, citado pela agência Lusa, a partir de Genebra, na Suíça.

Adolescente tenta fugir da profecia do Mudzimo, de se casar precocemente, e é espancada pelos pais em Manica

15/01/2016 - - PDF

Autor: Caldeira, Adérito

Uma adolescente foi brutalmente espancada pelos seus pais no município de Catandica, na província de Manica, pois recusou-se a abandonar os seus estudos e tornar-se na segunda esposa do marido da sua tia. A rapariga tenta fugir da tradição local, profetizada pelo Mudzimo, e das estatísticas, que colocam Moçambique como um dos dez países no mundo onde mais mulheres casam antes dos 18 anos de idade

VIOLÊNCIA BASEADA NO GÉNERO: Histórias de superação e sobrevivência

15/01/2016 - - PDF

Autor: Tene, Ana Rita

PELO menos três pessoas, dentre mulheres e crianças, são recebidas diariamente no Gabinete de Atendimento à Família e Menor da Polícia da República de Moçambique (PRM), vítimas de violência no distrito da Namaacha, província de Maputo.

Casos que vão desde a violência física, psicológica e até material chegam todos os dias para depois serem encaminhados para os devidos procedimentos jurídicos. Os mais frequentes são de mulheres cujos maridos não dão assistência social aos seus dependentes, nomeadamente mulher e filhos.

Revista de Imprensa

Pesquisa

Fontes

Mulher e Lei na África Austral - Moçambique