WLSA WLSA WLSA WLSA WLSA WLSA WLSA

As fotos no cabeçalho são
da autoria do CDFF 

Eventos

V Conferência Nacional da Rapariga:

Marcha pela liberdade de expressão:

Liberdade de Expressão

Marcha por Gilles Cistac:

Marcha Gilles Sistac

Marcha pela igualdade

Marcha2014_left

Contra violação dos direitos humanos no Código Penal

Diganao2

Concurso de fotografia

Vencedores da 2ª edição

Concurso2_Fotografia3

Marcha pela paz

manifesto_sq

Desfile do 1º de Maio

1maio07_peq

DSR_small
Prémio da Rede de Defesa dos Direitos Sexuais e Reprodutivos 2012

Anúncio dos vencedores

Marcha de Solidariedade

Marcha02_small

Fotos da Marcha de Solidariedade dos Povos da SADC (2012)

Multimedia

Não é fácil ser mulher ...

naoehfacil_peq

... em Moçambique

Aborto. Pense nisso...

Aborto_small

(Material usado em acções de formação da WLSA)

Perigo de morte!

perigo_de_morte3

O aborto ilegal em Moçambique

Quem vai querer dar a luz aqui?

Fatima

O estado em que se encontram alguns dos postos de saúde em Cabo Delgado

"Alzira"

Alzira_small

Filme produzido pela WLSA Moçambique sobre sobre uma jovem que, até há pouco tempo, vivia com fístula obstétrica.

"Omitidas"

Brochura elaborada pela WLSA Moçambique sobre o problema da fístula obstétrica - um drama que atinge cerca de 100.000 mulheres em Moçambique.

Omitidas

Clique aqui para descarregar a brochura (em PDF)

Leia mais sobre fístula obstétrica

Contra a violência de género

Jogos05_small

A sociedade civil manifestou-se na inauguração dos X Jogos Africanos

Vovós acusadas de feiticeiras:

Nely_peq

Revista de Imprensa

canalmoz - diário digital

Foram encontrados 23 resultados com esta fonte.

O regime anda nervoso e a Polícia carrega as suas dores Nyusi mandou suspender temporariamente o direito à manifestação?

11/03/2019 -

A Constituição da República de Moçambique diz que todos os cidadãos têm o direito a manifestarem-se, em conformidade com a lei. Apenas é necessário comunicar às autoridades. Mas as autoridades moçambicanas chamaram a si e de forma ilegal o poder de autorização de manifestações e,
com base nisso, têm estado a impedir marchas e desfiles, e tal situação agravou-se perante a hipótese de manifestações contra as dívidas ocultas
e contra o pedido de libertação de Manuel Chang formulado pelas autoridades da Justiça sul-africana.

Em 2017 e 2018 em Mocambique: cerca de nove mil raparigas abandonaram por gravidez precoce e casamentos prematuros

26/02/2019 -

Dados oficiais publicados recentemente pela ministra do Género, Criança e Acção Social, Cidália Chaúque , indicam que, em 2017 e 2018, a gravidez precoce é responsável pela desistência escolar de seis mil alunas, e os casamentos prematuros tiraram dos bancos da escola 3080 raparigas, com maior incidência nas províncias de Gaza, Nampula, Cabo Delgado e Zambézia.

 

Sobre violação de direitos humanos em Namanhumbir CCIE diz que PGR deve processar os perpetradores e autores morais

12/02/2019 -

A Coligação Cívica sobre a Indústria Extractiva (CCIE) apela ao Governo e às instituições da Justiça, em particular à Procuradoria- Geral da República, para que exerçam em pleno os seus poderes políticos e judiciais, intervindo com acções enérgicas contra a violação sistemática dos direitos humanos de pessoas singulares e de comunidades de Namanhumbir e contra quaisquer outras ilegalidades praticadas nesse sector e denunciadas por
entidades nacionais e internacionais.

Revista de Imprensa

Pesquisa

Fontes

Mulher e Lei na África Austral - Moçambique