WLSA WLSA WLSA WLSA WLSA WLSA WLSA

As fotos no cabeçalho são
da autoria do CDFF 

Eventos

16 Dias de Activismo Contra a Violência de Género 2020:

Mês da mulher 2020:

Debate, workshop, feira, música, desporto, cinema, exposição, poesia, teatro, dança e muito mais

Programa do Mês da Mulher 2020

Campeonato de futebol:

“Unidos Contra a Violência Sexual”

Vamos falar de aborto!

(mesa redonda)

Mulheres Jovens sob Ataque (debate)

V Conferência Nacional da Rapariga

Marcha pela liberdade de expressão

Liberdade de Expressão

Marcha por Gilles Cistac

Marcha Gilles Sistac

Marcha pela igualdade

Marcha2014_left

Contra violação dos direitos humanos no Código Penal

Diganao2

Concurso de fotografia

Vencedores da 2ª edição

Concurso2_Fotografia3

Marcha pela paz

manifesto_sq

Desfile do 1º de Maio

1maio07_peq

DSR_small
Prémio da Rede de Defesa dos Direitos Sexuais e Reprodutivos 2012

Anúncio dos vencedores

Marcha de Solidariedade

Marcha02_small

Fotos da Marcha de Solidariedade dos Povos da SADC (2012)

Multimedia

Não é fácil ser mulher ...

naoehfacil_peq

... em Moçambique

Aborto. Pense nisso...

Aborto_small

(Material usado em acções de formação da WLSA)

Quem vai querer dar a luz aqui?

Fatima

O estado em que se encontram alguns dos postos de saúde em Cabo Delgado

"Alzira"

Alzira_small

Filme produzido pela WLSA Moçambique sobre sobre uma jovem que, até há pouco tempo, vivia com fístula obstétrica.

"Omitidas"

Brochura elaborada pela WLSA Moçambique sobre o problema da fístula obstétrica - um drama que atinge cerca de 100.000 mulheres em Moçambique.

Omitidas

Clique aqui para descarregar a brochura (em PDF)

Leia mais sobre fístula obstétrica

Contra a violência de género

Jogos05_small

A sociedade civil manifestou-se na inauguração dos X Jogos Africanos

 

Revista de Imprensa

Lista completa: 3348 recortes.

Detidos suspeitos de assassinar albina

25/10/2021 - - PDF

Na província de Nampula, no distrito de Mecubúri, no posto administrativo de Milhana, três indivíduos estão a contas com as autoridades policiais indiciados de terem assassinado uma menor de 12 anos com albinismo.

Violência Baseada no Género em Moçambique : Número de casos continua preocupante

25/10/2021 - - PDF

Autor: Chirindza, Cleusia

(Maputo) Em Moçambique, a violência contra a mulher e rapariga atinge grandes proporções e diversas formas, sendo as mais comuns, a agressão física, a violência sexual, uniões forçadas e outras formas que atentam contra a liberdade e autonomia de mulheres e raparigas. Globalmente, pelo menos uma em cada três mulheres sofre qualquer forma de violência, uma realidade que deixa marcas profundas, atingindo a sua integridade física, psicológica e dignidade

O dom de peneirar a vida!

23/10/2021 - - PDF

Nunca se poderá dizer tudo sobre as mulheres moçambicanas, há sempre palavras que sobram ou que jamais são ditas ou que, por causa da sua real dimensão, jamais assaltam o nosso pensamento. Não é por acaso que existe o adágio popular que diz ” ao lado de um grande homem existe uma grande mulher” e cuja essência jamais se alcançará. É que todos os dias há uma mulher a sacrificar – se pela família, o seu bem mais precioso e determinante para o bem – estar social. É assim que vivem muitas mulheres do distrito de Tsangano, província de Tete, elas trabalham na produção da soja, um alimento extremamente importante no combate à má nutrição no país e no mundo, tanto que é recomendado pelo Ministério da Saúde e pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

Segurança alimentar e nutricional: Nyeleti Mondlane defende protagonismo da mulher e rapariga

22/10/2021 - - PDF

Na reunião virtual de consulta regional para o alinhamento das futuras directrizes sobre igualdade de género e empoderamento da mulher e rapariga, no contexto da segurança alimentar e nutricional, organizada pelo Comité Mundial de Segurança Alimentar, a Ministra do Género, Criança e Acção Social, Nyeleti Mondlane, defendeu a participação da mulher no combate à desnutrição, considerando – a crucial para a transmissão de hábitos alimentares positivos ao nível das famílias, sobretudo, para as novas gerações.

Casas de mãe-espera: Cuidados salvam vida de mulheres e crianças

22/10/2021 - - PDF

Autor: Tene, Ana Rita

Os últimos dias de gestação, o parto e os primeiros minutos de vida do bebé tem – se mostrada cruciais para a sobrevivência materno – infantil, facto que motiva o investimento do sector da saúde no atendimento à mulher e à criança. O parto assistido na unidade sanitária mostra -se uma medida eficaz para a redução das actuais taxas de mortalidade em crianças e mulheres durante a gravidez e parto. Para as mulheres que vivem longe das unidades sanitárias, as autoridades apostaram na construção de casas de mãe-espera, reduzindo a distância na hora hora dar à luz.

Em Moçambique: Morrem anualmente sessenta e quatro mulheres vítimas de cancro do colo do útero

20/10/2021 - - PDF

Maputo – Segundo as projecções das autoridades da Saúde, até 2025 morrerão 3.509 mulheres devido a cancro de colo de útero, num total de 5.409 casos novos diagnosticados até este período. Esses dados foram divulgados por Nazira Acubo, médica especialista em Oncologia, durante um debate por via da internet sobre a importância do rastreio precoce do cancro, organizado pela Associação “Mulher de Impacto”, evento enquadrado no âmbito da campanha designada “Outubro Rosa”, que é realizada anualmente a nível mundial, para consciencialização sobre diferentes tipos de cancro.

Detidos por assassinato

19/10/2021 - - PDF

Dois jovens estão sob custódia das autoridades, na 14ª Esquadra Laulane, cidade de Maputo, indiciados de assassinar a activista ambiental Lara Muaves, 44 anos, na sexta – feira ( 15.10), no bairro de Kumbeza, distritos de Marracuene. Um dos indiciados, de 25 anos, que confessou o crime, tinha relações de trabalho com a activista.

Autoridades preocupadas com casos de violência doméstica

18/10/2021 - - PDF

Segundo Adelina Matos, o gabinete de atendimento da família e criança vítimas de violência, na província de Nampula, registou, durante os primeiros nove meses do presente ano, 1001 casos de violência doméstica, contra perto de 900, de igual período do ano passado. A cifra refere -se à denúncia por mulheres, enquanto os homens queixaram de um total de 132 casos contra 206, ao longo do mesmo período. Adelina Matos e as autoridades de saúde se mostram preocupadas com a tendência do aumento dos casos de violência doméstica que apontam a mulher como a principal vítima, tendo em conta o número de pessoas atendidas nas unidades sanitárias e no gabinete.

Revista de Imprensa

Pesquisa

Fontes

Mulher e Lei na África Austral - Moçambique