WLSA WLSA WLSA WLSA WLSA WLSA WLSA

As fotos no cabeçalho são
da autoria do CDFF 

Eventos

16 Dias de Activismo Contra a Violência de Género 2020:

Mês da mulher 2020:

Debate, workshop, feira, música, desporto, cinema, exposição, poesia, teatro, dança e muito mais

Programa do Mês da Mulher 2020

Campeonato de futebol:

“Unidos Contra a Violência Sexual”

Vamos falar de aborto!

(mesa redonda)

Mulheres Jovens sob Ataque (debate)

V Conferência Nacional da Rapariga

Marcha pela liberdade de expressão

Liberdade de Expressão

Marcha por Gilles Cistac

Marcha Gilles Sistac

Marcha pela igualdade

Marcha2014_left

Contra violação dos direitos humanos no Código Penal

Diganao2

Concurso de fotografia

Vencedores da 2ª edição

Concurso2_Fotografia3

Marcha pela paz

manifesto_sq

Desfile do 1º de Maio

1maio07_peq

DSR_small
Prémio da Rede de Defesa dos Direitos Sexuais e Reprodutivos 2012

Anúncio dos vencedores

Marcha de Solidariedade

Marcha02_small

Fotos da Marcha de Solidariedade dos Povos da SADC (2012)

Multimedia

Não é fácil ser mulher ...

naoehfacil_peq

... em Moçambique

Aborto. Pense nisso...

Aborto_small

(Material usado em acções de formação da WLSA)

Quem vai querer dar a luz aqui?

Fatima

O estado em que se encontram alguns dos postos de saúde em Cabo Delgado

"Alzira"

Alzira_small

Filme produzido pela WLSA Moçambique sobre sobre uma jovem que, até há pouco tempo, vivia com fístula obstétrica.

"Omitidas"

Brochura elaborada pela WLSA Moçambique sobre o problema da fístula obstétrica - um drama que atinge cerca de 100.000 mulheres em Moçambique.

Omitidas

Clique aqui para descarregar a brochura (em PDF)

Leia mais sobre fístula obstétrica

Contra a violência de género

Jogos05_small

A sociedade civil manifestou-se na inauguração dos X Jogos Africanos

 

Revista de Imprensa

Lista completa: 3348 recortes.

França investe no empoderamento da rapariga

05/11/2021 - - PDF

O governo francês vai investir, nos próximos três anos, mais de cinco milhões de euros para o empoderamento socioeconómico das raparigas com deficiência que vivem na zona rural das províncias da Zambézia, Manica e Niassa. O objectivo deste incentivo é reduzir a vulnerabilidade socioeconómica do grupo alvo e evitar o seu envolvimento em uniões prematuras, um fardo social que a província da Zambézia enfrenta apesar dos esforços do governo e parceiros para a sua eliminação.

PROMER: O contributo da igualdade de género para harmonia do lar

05/11/2021 - - PDF

Autor: Issa, Assane

Mulheres das comunidades de cinco distritos da província de Cabo Delgado, nomeadamente Montepuez, Namuno, Balama, Ancuabe e Chiúre, já se sentem envolvidas pelos respectivos parceiros na gestão dos recursos familiares, planificação conjunta da produção e comercialização dos excedentes agrícolas, entre outras decisões que, antes, eram consideradas da alçada exclusiva dos homens.

Lançado ontem por Isaura Nyusi: País tem guia para acçoes em prol da criança

30/10/2021 - - PDF

Maputo – A Primeira – Dama da República, Isaura Nyusi, lançou ontem (29.10.2021), o primeiro Atlas da Criança em Moçambique, instrumento que, segundo disse, e de extrema importância para guiar os programas e acções que visam a implementação de projectos tendentes à protecção da criança no país.

Tribunais móveis vão julgar casos de violência contra criança

30/10/2021 - - PDF

A província de Nampula vai implementar, pela primeira vez, um projecto de tribunais móveis vocacionados para julgar casos relacionados com a violência contra crianças, com destaque para a rapariga, que tendem a aumentar nos últimos tempos neste ponto do país.

Menor violada em Tsalala

30/10/2021 - - PDF

Na província de Maputo, no bairro Tsalala, município da Matola, a Polícia da República de Moçambique (PRM), deteve A. Nhangatela de 40 anos de idade acusado de violação sexual de uma menor de 12 anos. Segundo Nilza Chongo, porta -voz no comando da província de Maputo, o indiciado é vizinhos da menor e terá atraído esta à sua casa, alegando que sua filha queria brincar com ela.

 

Continuadores repudia aumento de casos de uniões prematuras

27/10/2021 - - PDF

A organização dos Continuadores de Moçambique (OCM), em Nampula, repudia o crescente número de casos de uniões prematuras e trabalho infantil que se regista no seio das crianças, apesar do trabalho de sensibilização da sociedade feito por esta organização e outras entidades com vista à sua eliminação.

Isaura Nyusi pede respeito pelos direitos da criança

26/10/2021 - - PDF

A Organização Continuadores de Moçambique condena a violação dos direitos de menores, consagrados na Carta das Nações Unidas, uniões prematuras, privação de liberdade e trabalho infantil. O posicionamento foi manifestada na Beira, pela respectiva presidente, Isaura Nyusi, nas cerimónias centrais dos 36 anos da fundação da agremiação que decorrem sob lema “Paz efectiva e protecção contra Covid -19 para crescer”. Isaura Nyusi destacou ainda que o mais grave é o cenário das uniões prematuras que afectam negativamente a escolarização da rapariga, bem como o seu desenvolvimento harmonioso.

De um simples lobolo para uma “bolada milionária”

26/10/2021 - - PDF

Autor: Cuamba, Crespo

Segundo Crespo Cuamba, nos últimos dias, o casamento tradicional virou uma “bolada milionária”. Ou por outras, ter uma filha principalmente na região Sul de Moçambique, onde a província de Inhambane faz parte, lobolo é uma fonte de riqueza. No distrito dos “Machopes”, ou seja Inharrime, alguns pais quando são tratados pelos curandeiros entregam as suas filhas como forma de pagamento, sobretudo quando a família é carenciada. Outras famílias sentem-se aliviadas quando aparece alguém que precisa de uma mulher para casar. É como se o Altíssimo”, o dono do céu e da terra tivesse enviado um salvador com a missão de tirar a família da pobreza.

Revista de Imprensa

Pesquisa

Fontes

Mulher e Lei na África Austral - Moçambique